Estou a ir a baixo...

by - 16:05

Não é coisa boa, não é coisa má. Sinceramente nem sei.
Ando perdida, desnorteada e sofrida. Deparo-me com tanta frieza, tanta maldade neste mundo que coloco questões a mim mesma e mesmo assim continuo desnorteada.
Como aconteceu? Não sei. Perguntas às quais só saberei responder não sei, porque é complicado. Nem sei porque é complicado. Confuso.
Dizem que se tem uma força de dentro, força que nos faz ultrapassar situações fáceis, difíceis e as que pensamos não ter solução. Eu tive.
Já tive, por momentos perdidos por aí, já tive a força. Mas a força devia desaparecer? Pois também não sei.
É fácil pensar e vaguear por pensamentos por vezes sem nexo nenhum e vamos sempre parar a coisas em como ficamos paradas no tempo e pensamos como fui pensar nisso? Pensar? É o que ultimamente tenho feito mais.
A força de pensamento talvez seja aquilo que mais tenho. Talvez seja esse meu grande defeito, penso demais. 
Penso no que fui, o que sou e no que tornarei no futuro próximo. Futuro esse que é já logo, agora, amanhã...bem...continuo confusa.
Só consigo procurar respostas nele, futuro. Futuro esse que é sempre incerto nunca é como imaginamos, como pensamos e como prevemos.
Imagino que ele seja maravilhoso, sem quaisquer problemas, sem maldades e sucesso mas penso que ele seja repleto de obstáculos que me vai fazer pensar e pensar e resolver enigmas da vida e talvez conseguirei ultrapassá-los. Prever, essa é a parte que a mim já não me compete nem imaginar nem pensar. O que será é o que será.
Talvez logo, amanhã ou agora conseguirei me recompor e voltar. Voltar com aquela força de dentro que me faz ser feroz e ultrapassar tudo. Tenho esperança.
Mas agora fico assim desnorteada e sofrida. Que seja o logo ou o amanhã melhor do que hoje e o agora que tanto demora a passar, que passe rápido.
Que a força venha agora!


You May Also Like

0 comentários

Cruzeta Feminina agradece o seu comentário!
Obrigada